quinta-feira, 26 de junho de 2014

A Loja de Brinquedos

(...)”Pedrinho ficou com medo de que aquela barulheira chamasse a atenção da polícia e fossem todos parar num camburão.
– Não se preocupe – disse o palhacinho. – Os grandes não podem nem ver e nem ouvir a nossa festa. Só os brinquedos, as crianças e os poetas, porque os poetas tem alma de criança.
  

Neste momento, por um vidro quebrado que havia numa das janelas, centenas, talvez milhares de borboletas de todos os tamanhos, formas e cores invadiram o salão. Pedrinho nunca havia visto nada tão bonito e tão alegre. Elas voavam para todos os lados, dançando ao som da música.
– E essas borboletas? – perguntou.
– Ah, as borboletas... Já passa da meia noite. Os adultos estão dormindo. Quando dormem, eles sonham. O sonho de todo adulto é voltar a ser criança. Essas borboletas são os seus sonhos." 


(Rubem Alves in A loja de brinquedos)
.
.
.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...