segunda-feira, 7 de novembro de 2011

A Casa Sonolenta

A Casa Sonolenta
(Andrey Wood) 

"Era uma vez uma casa sonolenta, onde todos viviam dormindo.
Nessa casa tinha uma cama, uma cama aconchegante, numa casa sonolenta,
onde todos viviam dormindo.
Nessa casa tinha uma avó, uma avó roncando, numa cama aconchegante,
numa casa sonolenta, onde todos viviam dormindo.
Em cima dessa avó tinha um menino, um menino sonhando, em cima
de uma avó roncando, numa casa aconchegante, numa casa sonolenta,
onde todos viviam dormindo.
Em cima desse menino tinha um cachorro, um cachorro cochilando,
em cima de um menino sonhando, em cima de uma avó roncando,
numa casa aconchegante, numa casa sonolenta, onde todos viviam dormindo. Em cima desse cachorro, tinha umm gato. Um gato resonando, em cima do um cachorro cochilando, em cima de um menino sonhando, em cima de uma avó rocando, numa casa aconchegante, numa casa sonolenta, onde todos viviam dormindo.
Em cima desse gato tinha um rato, um rato dormitando, em cima de
um gato resonando, em cima do um cachorro cochilando, em cima
de um menino sonhando, em cima de uma avó rocando, numa casa
aconchegante, numa casa sonolenta, onde todos viviam dormindo.
Em cima desse gato tinha uma pulga.... Seria possível?
Uma pulga acordada, em cima de um rato dormitando, um gato resonando,  em cima do um cachorro cochilando, em cima de um menino sonhando, em cima de uma avó rocando, numa casa aconchegante, numa casa sonolenta, onde todos viviam dormindo.
Uma pulga acordada que picou o rato, que assustou o rato,
que arranhou o cachorro, que caiu sobre o menino, quem deu
um susto na avó, que quebrou a cama, numa casa sonolenta,
onde ninguém mais estava dormindo."



Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...