sexta-feira, 30 de setembro de 2011

ELISABETE



Sinto tanto a falta de você, minha mãe que chega a doer. 
Sinto falta das coisas mais simples, como tomar um chimarrão, conversar, ouvir as suas histórias do passado, ouvir seus conselhos preciosíssimos! 
Você é a pessoa que mais me amava e por isso confiava cegamente em pedir suas opiniões. 
Sinto falta dos almoços especiais, com seus assados e doces... Sinto falta da comida gostosa, do seu beijo de boa noite.
 Sinto enorme falta de olhar seus olhos grandes e as olheiras que me foi herdado por ti.  
Minha mãe, você era uma pessoa incrível, que tinha uma intuição muito forte, várias vezes “previa” o que ia acontecer. Você era brava, extremamente correta, sabia perdoar e esquecer. Sofria calada com suas dores. 
Preocupava-se demais com seus filhos. Sofria quando a gente sofria. Não dormia até meu irmão chegar de noite. 
Nos falávamos todos os dias, mesmo sem morar juntas. 
Nas dificuldades que encontrei na vida, percebi o quanto você estava do meu lado pra qualquer situação, me apoiava sempre. Descobri que o amor de mãe é poderoso, e quando queria muito algo, pedia para você orar por mim, que tudo dava certo. 
Penso em você todos os dias, sonho com frequência, e em meus sonhos a vejo sorrindo, como sempre estava em vida, para seus filhos. Quando olho suas fotos, ainda não acredito que se foi... Parece que está em viagem, e não deixa de ser, um dia irei para esta viagem também e vamos nos reencontrar... 
Nos abraçar e então irei lhe dizer: 
Mãe, tu nem sabe! Senta que vou te contar!
“Eu só quero lembrar de você até perder a memória...”
Amo-Te pra sempre... 
Jóice Nunes.


03/10/ 2011 - 4 AnOs de Saudades!
:(

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...